Buscar
  • lennoncatalani

Bolsonaro só truca no facão

Bolsonaro já aparelhou todas a instituições que a mão grande dele alcança.

A Polícia Federal, as Forças Armadas, a Anvisa, todas dirigidas por profissionais que podem até ter competência, mas que fica prejudicada pelo alinhamento obrigatório com a ideologia do Governo.


As instituições de Estado foram reduzidas em meros setores partidários e um certo general do Exército virou o cabo eleitoral de luxo do Presidente.


Bolsonaro chamou no truco e o Exército jogou no monte. A infração disciplinar de Eduardo Pazuello é evidente e cabal, mas o Comandante Sérgio Nogueira de Oliveira optou por não se indispor.


Nomeado recentemente e com medo de perder o cargo, tentou evitar uma nova crise entre as FA e o Governo e acabou desmoralizando a Instituição. Talvez ele tenha optado por tolerar um mal menor momentaneamente, para evitar outro problema mais grave.


Esse episódio foi apenas mais uma demonstração de poder desesperada e é a única resposta que Bolsonaro consegue dar diante da crise, que já soma várias perdas e dissidências desde que assumiu em 2019.


O Governo enfraquece a cada depoimento na CPI ao vivo em rede nacional. Pode até ser que o inquérito não caminhe para um processo que resulte em sanção penal, mas já é suficiente para que o povo faça o seu próprio julgamento nas urnas.


As pesquisas mostraram que Bolsonaro tem a maior rejeição entre todos os ex-presidentes que tentaram a reeleição. Se a eleição fosse hoje, não conseguiria sequer registrar a sua candidatura, pois ainda não encontrou partido que o aceite.


A formalidade é a única coisa que ainda o mantém na cadeira. É Presidente de direito, mas não de fato. Perdeu legitimidade e não tem mais os mesmos votos de 2018.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo